À Vista ou A Prazo — Saiba Quando Cada um É mais Vantajoso!

à vista ou a prazo

Cuidar das finanças não é uma tarefa fácil. Já sabemos que entre optar pelo pagamento à vista ou a prazo, o primeiro é muito mais vantajoso quando se trata de pessoas físicas. Mas e quando falamos de empreendedor x fornecedor? Qual a melhor alternativa? Saiba mais a seguir!

Pessoa jurídica deve optar pelo pagamento à vista ou a prazo?

Nem sempre o pagamento à vista é uma boa prática. Quando se trata de pessoa jurídica, existem situações em que o método de pagamento a prazo pode ser o mais adequado.

Podemos citar como exemplo pequenas empresas ainda em fase inicial do negócio. Como ainda estão se organizando, seu fluxo de caixa ainda é vulnerável e, por isso, o impacto em seu orçamento dependendo da modalidade de pagamento escolhida pode ser muito maior caso não seja bem calculado.

Isso significa que, de nada adianta adquirir insumos de um fornecedor que ofereça um bom desconto caso o pagamento seja à vista, se não sobrar recursos em caixa para cumprir com as despesas totais de seu negócio. O resultado será a falta de capital de giro e portanto, a melhor alternativa seria a compra a prazo.

Cuidado com o endividamento 

Muitas vezes, a oferta entre pagar à vista ou a prazo é tentadora. O que, por sua vez, faz o empreendedor recorrer até mesmo à empréstimos bancários na tentativa de fazer um bom negócio, porém sem  afetar seu capital de giro.

Acontece que, nesse momento, ele não leva em consideração os juros embutidos nessa operação e a porcentagem de desconto obtida na negociação se torna nada perto do valor final que terá de arcar com as dívidas.

O que se quer dizer com isso é que, o pagamento à vista somente não é vantajoso caso interfira no seu fluxo de caixa ou lhe obrigue a buscar alternativas de crédito com terceiros. Portanto, tome cuidado para não adquirir uma dívida sem necessidade.

Saúde financeira é a chave para escolher entre à vista ou a prazo

Como vimos, o ideal é que se tenha um controle financeiro preciso de todos os gastos, bem como o que entra de receita na empresa para que fique mais fácil determinar qual a alterativa mais viável ao seu negócio.

Para isso, você pode adotar algumas práticas comuns à empresas com mais tempo de mercado. Como separar seus gastos pessoais das despesas da empresa, evitar a inadimplência de seus clientes através da conciliação bancária; ter um bom gerenciamento de estoque, automatizar processos, pagar em dia e contar com uma assessoria contábil.

Por fim, conte sempre com mais alternativas de fornecedores para que a negociação seja possível dentro do período que for mais adequado ao seu caixa, seja ele à vista ou a prazo.

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário e continue acompanhando as postagens na Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *