O que é Inovação Disruptiva? Confira Exemplos e Saiba a Importância

entenda o que é a inovação disruptiva

Você já ouviu falar de inovação disruptiva, mas não entendeu do que se tratava? Não se preocupe, iremos explicar o que esse conceito tão importante significa nos dias atuais. 

Basicamente, podemos dizer que a inovação disruptiva tem como vantagem determinado produto ou serviço ser mais acessível, prático e simples para os consumidores. Entenda melhor sobre isso no nosso conteúdo!

Você já conhece a inovação disruptiva

Você pode até achar que não, mas já conhece a inovação disruptiva na prática. Reflita por um momento: você ainda aluga filmes ou assiste em uma plataforma on-line, como a Netflix?

Se a sua resposta foi a segunda, significa que você já adotou uma inovação disruptiva. Criada pelo professor de Harvard, Clayton M. Christensen, essa teoria se refere às mudanças tão grandes que fazem com que o modo anterior de fazer algo se torne obsoleto. 

Por exemplo: as pessoas não vão mais às locadoras quando querem ver um filme ou seriado. Em vez disso, elas preferem assistir aos seus programas favoritos no computador, celular ou smart TV. 

Por que a inovação disruptiva é vantajosa?

Antes de conhecer as principais vantagens da inovação disruptiva é preciso entender o porquê ela existe. De acordo com Christensen, o criador do conceito, esse tipo de mudança serve para melhorar algo que já existe ou está defasado. 

O termo, portanto, se refere a uma força positiva. Ela não é, simplesmente, o avanço de uma tecnologia. Mas, sim, a uma forma de tornar um produto ou serviço mais barato e acessível para todos. 

Lembra-se do exemplo das locadoras? Nem todas as pessoas tinham tempo e dinheiro para alugar os filmes semanalmente. Além do mais, os clientes precisavam respeitar o prazo de devolução, caso não quisessem pagar uma multa. 

Por sua vez, as plataformas de filmes e produções multimídias funcionam de maneira mais simples. Você paga uma mensalidade e assiste a quantas obras desejar, de onde estiver. Se quiser começar a ver um seriado hoje e só terminar no mês que vem, não tem problema. 

Percebe a diferença? Essas facilidades refletem bem as vantagens e pilares em que a inovação disruptiva está ancorada. Veja só!

Acessibilidade

Para a inovação disruptiva não interessa que apenas um grupo detenha um conhecimento ou serviço. O importante é promover uma solução para a sociedade ou para a maior parte dela. 

Afinal, se as novas ideias ficarem restritas apenas a um grupo, a transformação efetiva não irá acontecer. 

Simplicidade

A simplicidade é um aspecto muito importante para que uma inovação disruptiva possa ser propagada. É necessário que o novo produto ou serviço seja fácil de ser usado. 

Uma história que ilustra bem isso é o que ocorreu com os leitores de vídeos. Cerca de 20 anos do lançamento dos DVDs, já existia os laserdiscs. Porém, eles eram grandes como um disco de vinil e muito frágeis, o que fez com que não fossem bem aceitos pelos consumidores. 

Conveniência

Outro ponto que a mudança deve atender para ser considerada disruptiva é a conveniência. De nada adianta que a inovação não traga soluções para o dia a dia. 

Os laserdiscs, por exemplo, não foram uma alternativa às fitas VHS, pois não eram mais prática do que elas. Mesmo assim, houve um tempo em que os dois produtos conviveram no mercado — ainda que não no Brasil. 

Formas de aplicar essa inovação na empresa

Vale notar que a inovação disruptiva não está relacionada apenas à criação de uma tecnologia específica. A mudança também pode acontecer nas empresas, para que os processos sejam mais acessíveis, convenientes e simples para todos, inclusive os consumidores.

Confira algumas formas de ser uma empresa disruptiva: 

  • crie a sua própria estratégia para ser diferente. Você não precisa copiar o modelo de uma empresa que está dando certo, como o Google; 
  • observe o mercado e, se possível, preveja os próximos passos. Faça com que a sua empresa seja a líder na mudança, oferecendo algo diferente ou agregando valor ao cliente; 
  • pense em formas de tornar o seu produto mais atrativo, sem precisar aumentar o preço. Às vezes, por exemplo, uma alteração no processo pode diminuir custos e melhorar a experiência do seu público. 

Conclusão

A inovação disruptiva pode trazer muitos benefícios para a sociedade, pois tem como objetivo garantir produtos e serviços mais acessíveis, convenientes e práticos. Um bom exemplo disso é o que as plataformas de streaming fizeram com a forma como se assiste filmes. 

Se antes era necessário ir até uma locadora e pagar por produto alugado, agora, basta ter a assinatura de uma plataforma para assistir o que quiser, quando quiser e pagando menos. 

Quer saber mais sobre como ser um empreendedor diferente? Esteja sempre de olho nos conteúdos da Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *