Conheça a Relevância do Mapeamento de Competências e Aprenda a Fazer

Conheça a Relevância do Mapeamento de Competências e Aprenda a Fazer

O mapeamento de competências é essencial para você, enquanto gestor, e o setor de RH definirem o que cada cargo precisa apresentar. Assim, suas contratações e a compreensão das equipes como um todo será muito mais clara e você saberá o que esperar de cada colaborador!

Isso é ótimo para melhorar a performance da sua empresa como um todo e trazer resultados mais efetivos, com maior eficiência operacional e redução de desperdícios. Quer entender mais sobre o mapeamento de competências e aprender a fazê-lo? Confira este artigo!

O que é o mapeamento de competências?

Para explicar o mapeamento de competências, antes é importante explicar o conceito de competência.

Pense assim: um analista de conteúdo que trabalha com marketing digital, por exemplo, não precisa somente saber escrever ou usar uma ou outra plataforma, certo?

Ele deve entender bem a gramática, pesquisar com eficiência, redigir textos de diferentes temas com propriedade e também entender os detalhes de uma escrita voltada para a performance em SEO ou Inbound, entre outros pontos.

Essas são as competências que um analista de conteúdo precisa ter, entendeu? É uma ideia um pouco abstrata, mas é possível defini-los levando em conta alguns detalhes como:

  • • conhecimento técnico;
  • • habilidades de execução;
  • • atitudes para relação interpessoal e proatividade, além da inteligência emocional.

Por causa desses pontos específicos, o modelo de reconhecimento das competências que os utiliza se chama CHA.

Diante disso, o mapeamento de competências nada mais é do que o levantamento dessas informações em relação às áreas da empresa. Tudo o que for considerado relevante para uma boa execução do trabalho deve estar contido no documento.

Por que fazer o mapeamento?

Realizar esse procedimento permite que você tenha muito mais conhecimento a respeito das competências exigidas para trabalhar em sua empresa. Dessa maneira, poderá ter um controle maior sobre a formulação das equipes, os tipos de profissionais e até as metas e objetivos que devem ser definidos para cada uma das áreas.

Além disso, fazer análises direcionadas a certos colaboradores e habilidades é mais simples, já que você poderá comparar o que é apresentado ao que a organização espera. No caso de faltar algo, então, há a possibilidade de oferecer treinamentos e cursos com mais direcionamento.

O mapeamento de competências tem grande utilidade também em processos seletivos, e pode ser usado desde o momento em que é montada a descrição da vaga para os candidatos até as próprias entrevistas.

É possível expor o que a empresa espera em termos de habilidades e conhecimentos e, então, comparar com o que o candidato apresentou. Assim, a chance de fazer uma contratação eficiente e assertiva é maior

Como fazer o mapeamento de competências?

Fazer o mapeamento de competências é algo que exige, primeiro, um bom conhecimento da sua empresa. Se possível, entenda os processos e faça um fluxograma deles antes, incluindo uma descrição de cargos. Isso ajudará a criar uma lista de habilidades, atitudes e competências mais clara e precisa.

Na hora de executar o procedimento, lembre-se de duas palavras: observação e análise. Entenda:

Observação

É nessa etapa que entra a parte de entender os processos organizacionais do seu negócio. Isso porque a observação é, de fato, um olhar mais apurado da gestão para toda a empresa a fim de detectar quais habilidades estão sendo usadas, as atitudes de cada equipe e quais as competências que estão presentes ou ausentes nos trabalhadores. Um RH estratégico pode ajudar muito nesse momento!

Embora o mapa funcione por cargos, é necessário listar as necessidades de uma área antes de afunilar para as funções. No futuro, então, poderá ter mais direcionamento para a criação de novas posições, por exemplo, ou até mesmo de planos de carreira mais efetivos.

No momento da observação você também ganhará eficiência se aplicar questionários e até mesmo avaliações mais técnicas. Converse com os trabalhadores e pergunte a eles quais são as competências que entendem que têm e o que sentem que falta na área. Anote tudo para poder gerar um pensamento concreto na hora do mapeamento!

Análise

Após fazer a observação, recolha todos os dados que conseguiu e passe a analisá-los. Veja, de tudo o que foi falado, quais os apontamentos que estão conectados com a cultura e os objetivos presentes no planejamento empresarial.

Elimine as que não julga tão importantes e equilibre todas as frentes para ter um mapeamento de competências limpo e direto.

Para auxiliar, você pode classificar as competências por prioridade. Claro que isso dependerá muito da maneira como você vê e gerencia a sua empresa, mas é importante ter aquelas que não podem faltar de modo algum. Veja algumas das mais comuns:

  • • pensamento estratégico;
  • • foco em resultado;
  • • comunicação integrada;
  • • comprometimento;
  • • proatividade;
  • • preocupação e priorização do cliente;
  • • integridade;
  • • busca pela melhoria contínua;
  • • autoconhecimento.

Conclusão

O mapeamento de competências pode ajudar muito a sua empresa na hora de contratar novos colaboradores, até mesmo para direcionar um recrutamento externo e, inclusive, de mostrar aos membros de suas equipes o que você valoriza em cada um deles.

Além disso, pode direcionar futuros investimentos em educação e capacitação dos trabalhadores, para inserir novas competências e habilidades ao quadro da área!

Gostou de entender mais sobre esse procedimento? Confira outros artigos sobre empreendedorismo e gestão empresarial no Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *