Saiba Como Montar Uma Planilha De Gastos Para Sua Empresa

Elaborar uma planilha de gastos facilita o controle dos recursos financeiros que entrarão e sairão da empresa em períodos futuros. Essa análise é importante para que o empreendedor possa identificar eventuais desperdícios de recursos e outros problemas financeiros que estejam prejudicando o crescimento de seu negócio.

Por que fazer a planilha de gastos?

Você deve estar duvidando que um mecanismo tão simples quanto a planilha de gastos é efetivamente capaz de ajudar no desenvolvimento de seu negócio, não é mesmo? Mas eu garanto que sim! Considero-a um verdadeiro termômetro que permite acompanhar a saúde financeira de sua empresa e fazer investimentos mais assertivos.

Entre outras vantagens, manter uma planilha de gastos é garante prever com antecedência se a conta de determinado mês não vai fechar. Com isso, você terá mais tempo de procurar soluções eficazes para evitar entrar no vermelho.

Para que a planilha tenha resultado ainda mais efetivo, recomendo que você associe o seu preenchimento a outras análises de processos internos. Tratam-se de estratégias específicas de controle financeiro que otimizam suas metas.

O que não deve faltar na planilha de gastos

Você sabia que grandes multinacionais utilizam complexos softwares para administrar seu fluxo de caixa? Você pode aplicar essa mesma estratégia em seu negócio somente com um programa de planilhas tradicional!

Torne a atualização da planilha de gastos de sua empresa um hábito. Nela, devem constar o orçamento e os custos de diversas naturezas para se ter uma noção efetiva daquilo que está pesando.

Separei abaixo os principais passos para você montar a sua:

Identifique seu objetivo

Para montar uma planilha de gastos eficaz, o empreendedor deve definir bem seu objetivo: é necessário compreender o ponto A, onde está, e enxergar o ponto B, onde deseja chegar daqui a alguns anos (limite sua projeção a um prazo de dois a cinco anos). Com isso, poderá planejar a longo prazo exatamente onde investir.

Coloque as Entradas

A partir da definição dos objetivos, você poderá começar a desenhar sua planilha de gastos que valerá durante determinado período. Coloque na primeira linha as Entradas que sua empresa deverá receber, ou seja, vendas, captação de recursos com empréstimos, entre outros. Elas devem ser divididas em diferentes colunas referentes a cada mês de projeção.

Preveja as Saídas

Abaixo da linha Entradas, você deve colocar uma outra referente às Saídas. Tratam-se dos pagamentos. Recomendo dividi-las em dois grupos: Saídas Fixas, que aparecem todos os meses, como aluguel, salário dos funcionários, contas de luz, internet; e Saídas Variáveis, geralmente vinculadas à produção da empresa.

Crie o Fluxo de Caixa

Por último, insira linhas referentes ao Fluxo de Caixa. Trata-se de uma equação entre as entradas e saídas. Como empreendedor, é fundamental que você acompanhe as projeções para identificar previamente quando as saídas serão maiores que as entradas.

O Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, disponibiliza um modelo de planilha de gastos. Recomendo fazer o download e seguir minhas dicas para preenchimento adequado.

Espero que este artigo tenha contribuído para o bom desempenho de sua empresa. Convido você a assinar a nossa newsletter para obter mais conteúdo relevante que ajudará o seu negócio prosperar!

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *