O Que Faz um Neurocientista?

O Que Faz um Neurocientista

Os neurocientistas são os responsáveis por tentar compreender melhor como o sistema nervoso tem influência sobre o funcionamento do corpo humano de maneira geral.

O profissional da área de neurociência é responsável pelo estudo sobre o sistema nervoso e suas funcionalidades. Além disso, analisa as estruturas, processos de desenvolvimento e alterações que podem surgir no decorrer da vida.

Neste artigo você verá:

  • – o que é e o que faz um neurocientista;
  • – a neurociência e o neurocientista;
  • – áreas de atuação;
  • – como se tornar um neurocientista.

A Neurociência e o neurocientista

Você sabia que tradicionalmente a Neurociência, ou melhor, as Neurociências ou Ciências Neurais, eram vistas como parte da Biologia? Com os anos, as Neurociências se firmaram como uma nova área de estudos.

Por se cruzar com várias outras áreas do conhecimento, como química, linguística, medicina, psicologia e até mesmo ciência da computação, as Neurociências são diversas e interdisciplinares.

Algo bem importante de saber, para entender o que faz um neurocientista, é que ela estuda o sistema nervoso, composto pelo sistema nervoso central e pelo sistema nervoso periférico, de forma macro e microscópica.

Afinal, o que faz um neurocientista?

Imagine que uma pessoa sofreu um acidente de carro e lesionou certa região do cérebro. Nesse caso, o neurocientista pode analisar a parte fisiológica, ou seja, a própria lesão. Porém, ele também pode avaliar como a lesão afeta o comportamento da pessoa.

Por ser uma área do conhecimento bastante diversa, as possibilidades de áreas de atuação profissional para o neurocientista também são várias.

O objeto de estudo dessa ciência é constituído por três elementos: o cérebro, a medula espinhal e os nervos periféricos.

Seus estudos estão divididos em campos específicos que exploram as áreas do sistema nervoso. São elas:

  • – neurofisiologia: investiga as tarefas que cabem às diversas áreas do sistema nervoso;
  • – neuroanatomia: dedica-se a compreender a estrutura do sistema nervoso, dividindo cérebro, a coluna vertebral e os nervos periféricos externos em partes, para nomeá-las e compreender as suas funções;
  • – neuropsicologia; é a parte que estuda a interação entre as ações dos nervos e as funções ligadas à área psíquica;
  • – neurociência comportamental: ligada à psicologia comportamental, é a área que estuda o contato do organismo e os seus fatores internos, como os pensamentos e as emoções, ao comportamento visível, como a forma de falar, de se postar, os gestos usados por uma pessoa e tantas outras características;
  • – neurociência cognitiva: este campo foca na capacidade cognitiva, ou seja, no conhecimento do indivíduo, como o raciocínio, a memória e o aprendizado; estudo voltado à capacidade cognitiva, em que estão inclusos comportamentos ainda mais complexos, como memória e aprendizado.

É possível encontrar profissionais da Neurociência trabalhando em locais como:

  • – centros de pesquisa;
  • – universidades;
  • – laboratórios;
  • – agências governamentais;
  • – indústrias;
  • – dentre várias outras possibilidades.

Como se tornar um neurocientista?

Infelizmente, existe apenas uma graduação em Neurociência no Brasil, a Universidade Federal do ABC (UFABC). Mas calma! Esse não é o único caminho para quem quer se tornar um neurocientista.

Outra opção é trilhar um caminho um pouco mais longo, mas que também leva a essa profissão tão diversa. Para isso, é necessário cursar uma graduação e, depois, se especializar na área, por meio de pós-graduação.

Existem opções em instituições de ensino reconhecidas como a Mackenzie, a Anhembi Morumbi e a Universidade de São Paulo (USP).

Nesse caso, o mais recomendado é procurar graduações em áreas afins como Química, Biologia, Medicina, Biomedicina e Psicologia. Algumas pós-graduações, entretanto, não exigem formação em áreas específicas, o que também abre caminho para outros profissionais.

Conclusão

O neurocientista analisa e estuda o sistema nervoso central e o cérebro humano. Além disso, ele pode atuar em diversos locais e se especializar em campos específicos.

Gostou de saber mais sobre a profissão de neurocientista? Continue acompanhando o Ignição digital para mais conteúdos!

Fórmula de Lançamento - Ebook

O Mundo FL é um encontro virtual de 3 dias inteiros, das 9h da manhã às 9h da noite, aprofundando o conteúdo da Fórmula de Lançamento com as sacadas, as táticas e as estratégias que eu e os meus faixas-preta aplicamos e fizemos funcionar nos nossos negócios ao longo de 2021. Garanta seu ingresso agora mesmo!

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

De acordo com as Leis 12.965/2014 e 13.709/2018, que regulam o uso da Internet e o tratamento de dados pessoais no Brasil, ao me inscrever autorizo Erico Rocha a enviar notificações por e-mail ou outros meios e concordo com sua Política de Privacidade.

7 thoughts on “O Que Faz um Neurocientista?”

    1. Oi!

      Eu estou me especializando em neurociências. É uma área transdisciplinar, ou seja, qualquer área pode cursar. As contribuições são riquíssimas para diversos aspectos da vida e da nossa carreira. Recomendo.

      Abraços.

      1. qual dica vc tem p mim que ainda esta no ensino médio porém quer cursar essa área (mais para o lado de neurociência comportamental ,neurociência afetiva sabe)

      2. Oi Ana, estou bastante interessada em fazer mestrado em Neurociências. Em breve me formo em Filosofia e pretendo seguir esse caminho. Sabe me dizer sobre as oportunidades de emprego que tem nessa área? Em que tu pretende aplicar a neurociência?
        Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *