O Que é Serigrafia e Como Começar um Negócio na Área?

o-que-e-serigrafia

É bem provável que você já tenha visto o resultado dessa técnica, ainda que não saiba o que é serigrafia. Usado para estampar camisetas e objetos, o método tem como vantagem ser barato, fácil de ser feito e permitir criar vários itens  de uma vez. 

Se você está pensando em abrir um negócio nesse segmento, saiba que é um mercado que tem bastante demanda. Entenda melhor como funciona a serigrafia e como usar a técnica para ganhar dinheiro!

Saiba o que é a serigrafia

Originalmente, a serigrafia era utilizada em telas de seda e, por isso, a técnica recebeu esse nome — seri é seda e grafia significa desenho. Na prática, esse método consiste em forçar a tinta a sair da tela para o substrato, ou seja, para o objeto que se deseja estampar. 

Para fazer isso, é necessário, primeiro, produzir um estêncil, um modelo que seja recortado. A matriz mais conhecida é a régua de letras e números que muitos usam para fazer trabalhos escolares. 

Além disso, uma tela deve ser coberta com uma fina camada de fotoemulsão. Esse produto, ao reagir com a luz endurece, evitando que a tinta passe. Depois que essa mistura secar, em um espaço escuro, você deverá colocar o estêncil em cima da tela. 

Nesse momento, será preciso usar uma lâmpada para ajudar a fixar o desenho. O resultado deve ser um contorno fraco. Após essa etapa é preciso jogar água fria na tela, para retirar a parte não endurecida dela. 

Quando essa fase estiver pronta, já será possível usá-la para transferir o desenho para o que quiser, seja roupa ou outro objeto. Para isso, você terá que usar uma tinta específica e comprimir a tela contra o substrato que deseja estampar.

Agora que você já sabe o que é a serigrafia, pode ter observado que ela funciona como se fosse um carimbo. Primeiro, é necessário criar o desenho que será usado, depois providenciar a tinta e, somente então, usar a superfície marcada para estampar outra. 

Vantagens da serigrafia

A serigrafia é vista como um processo artesanal e que produz peças únicas. É uma técnica flexível que pode até mesmo começar a ser utilizada em casa, como uma fonte de segunda renda. 

Além do mais, o método tem baixo custo inicial e permite produzir vários objetos rapidamente. O que mais demanda esforço é o começo, quando é necessário criar a matriz (tela). 

Depois que essa parte estiver concluída, é possível estampar várias unidades de um produto. Tanto que a serigrafia também pode ser usada em escala industrial, se houver os equipamentos específicos. 

Como começar um negócio?

Antes, abrir uma oficina de serigrafia significava, simplesmente, transferir imagens para uma superfície. Atualmente, esse setor ganhou uma perspectiva ainda maior com os avanços tecnológicos. 

Você pode abrir o seu negócio, por exemplo, já pensando em imprimir uma peça digitalmente e fazer o acabamento com a serigrafia. Se o intuito for abrir uma pequena empresa, com no máximo um funcionário, vale a pena se tornar um Micro Empreendedor Individual (MEI)

Depois disso, é importante estudar o mercado. Existem outras oficinas de serigrafia perto de onde você deseja montar? O que espera oferecer de diferente aos seus clientes? Faça esses questionamentos e encontre formas de atrair o público consumidor. 

No que se refere à estrutura do seu espaço, é interessante pensar na produção que espera ter. Caso queira começar um trabalho mais artesanal, talvez não precise de um ambiente tão grande e possa fazer em casa

Mesmo assim, ele deverá ser destinado apenas para a técnica. Dedicar ao menos um cômodo para o trabalho é essencial para garantir que a produção será feita com qualidade e organização. 

Vale destacar, ainda, que a serigrafia necessita de um espaço que não tenha umidade, exposição solar, poeira, fungos e bactérias. Esses fatores podem ser prejudiciais para o desenvolvimento do processo. 

No que se refere à matéria-prima, você irá precisar de diversos itens. Confira os principais: 

  • malha (tecido que estica no quadro formando a matriz); 
  • tintas; 
  • solventes; 
  • retardador (substância para evitar que a tinta seque rápido);
  • estilete (para recortar a arte); 
  • esponja (para a limpeza das matrizes após a impressão). 

De acordo com informações do Sebrae, o custo médio para abrir uma empresa de serigrafia é de R$ 35 mil, considerando a compra de todos os materiais envolvidos na produção e equipamentos para a área administrativa. 

Conclusão

A serigrafia é uma técnica usada para estampar diversos tipos de objetos, de maneira semelhante a um carimbo. Ela pode ser utilizada em oficinas que também usam técnicas digitais, para garantir um ótimo acabamento. 

Para quem deseja entrar nesse mercado, existem diversas possibilidades. Você pode criar camisetas, canecas e muitos outros objetos. As vantagens principais da serigrafia são o custo benefício e a possibilidade de fazer vários itens de uma vez. 

Gostou desse artigo? Na Ignição Digital, você encontra conteúdos sobre outros segmentos. Continue acompanhando!

Fórmula de Lançamento - Ebook

Participe do meu grupo no Telegram! Sacadas e conteúdo exclusivo para quem quer se aprofundar mais no mundo do marketing digital, lançamentos e 6 em 7.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Ao se inscrever, você também irá receber e-mails de promoção/marketing do Erico Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *