Entenda o que é Uma Patente

entenda o que é uma patente e quais as vantagens

Você sabe o que é uma patente? Resumidamente, podemos definir o termo como uma concessão ao autor ou inventor de algum objeto, método ou outro tipo de criação. Portanto, é fornecido o direito de propriedade e comercialização exclusiva ao criador ou para quem o mesmo autorizar.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia este artigo completo!

O que é uma patente e quais as vantagens

O principal objetivo de patentear uma criação é conseguir proteger um produto ou ideia de ser plagiado e comercializado em larga escala, sem que o criador autorize ou receba parte dos lucros adquiridos. Além disso, é bem mais possível que a criação copiada seja vendida por uma valor menor, pois não foram realizados investimentos em pesquisas para o seu desenvolvimento.

Logo, o ato de patentear é essencial para que o criador não sofra prejuízos com a produção e venda de cópias. Fora isso, é uma forma de garantir a exclusividade na exploração, pois a patente poderá ser utilizada de acordo com a conveniência do criador, além de possibilitar vantagens de mercado.

Tipos de Patentes

Depois compreender o que é uma patente, é importante sabermos diferenciá-las por tipo. Existem duas possibilidades principais:

Patente de Invenções

A patente de invenções pode ser entendida como uma criação nova, ou seja, o desenvolvimento de uma solução que busque facilitar algum tipo de problema ou situação cotidiana. A invenção pode ser, por exemplo, um produto revolucionário, uma ideia, um serviço ou um processo inédito. A validade de uma patente de invenções é de 20 anos.

Patente Modelo de Utilidade

O modelo de utilidade ocorre com a criação de melhorias para um objeto já existente. Ou seja, com a modalidade é desenvolvida uma invenção que proporcione uma maior efetividade funcional de uso e fabricação de um item. Esse tipo de patente possui vigência de 15 anos.

Saiba o que é preciso para patentear uma invenção

Para criar uma patente é necessário seguir alguns passos. Veja:

1. Desenvolvimento de uma elemento novo

Como foi dito, antes de iniciar o processo para patentear uma criação, é importante ter em mente que a invenção deve ser única e inovadora. Mais do que isso, a solução desenvolvida não por ter sido revelada ou divulgada previamente.

2. Aspectos inovadores

Para ser patenteada, a invenção deve obter mais que uma combinação de fatores, deve apresentar uma ideia inovadora, ou seja, não óbvia até mesmo para especialistas e técnicos na área em questão.

2. Possibilidade de aplicação industrial

Outra fator importante é a aplicação industrial da criação, possibilitando a fabricação para atender necessidades produtivas e proporcionando melhorias para os processos.

Após atender aos requisitos, o criador deverá desenvolver uma descrição técnica explicando o processo de fabricação e finalidade do produto. No Brasil, para patentear uma invenção é necessário recorrer ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A instituição julgará a validade da solicitação.

Entendeu o que é uma patente e quais as vantagens? Quer ter acesso a outros conteúdos com este? Aproveite e confira mais em Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *