Passo a Passo Para Criar Produtos Inovadores

Conheça o passo a passo para criar produtos inovadores.

Já conversamos por aqui sobre criatividade e de onde vêm as grandes sacadas que geram as inovações. Hoje, falaremos um pouco mais sobre como ter um negócio engenhoso e criar produtos inovadores. Afinal, uma empresa que inova se fortalece, corresponde melhor às expectativas do seu cliente e não se estagna, gerando, assim, mais receita.

Além de entender por que elaborar algo revolucionário não depende de um “momento de iluminação”, você saberá a importância de:

– deixar o ambiente da empresa fértil
– saber qual problema quer resolver;
– não usar a primeira ideia;
– abrir-se às tendências;
– pedir feedbacks;
– sair da sua bolha profissional;
– mesclar produtos.

1. Deixe o ambiente da empresa fértil para a inovação

Os produtos inovadores surgem de ideias inovadoras. Eles são resultado de um processo contínuo em busca da inovação e estímulo à criatividade, que deve envolver todos os setores da empresa.

Manter um ambiente fértil para a inovação é um dos principais requisitos para as empresas que desejam lançar produtos diferenciados no mercado. Empresas como a Apple e o Google possuem ambientes de trabalho informais e proporcionam comodidades para que os seus colaboradores possam criar mais.

Este tipo de informação costuma levar a interpretações equivocadas, de que basta deixar um espaço para a diversão para criar um ambiente criativo. Assim, muitos empreendedores acabam achando que basta colocar um videogame na sala de reunião para que as ideias comecem a surgir. Contudo este não é o segredo.

Empresas que desejam lançar produtos inovadores devem focar os seus esforços na criação de um ambiente onde os colaboradores possam trocar ideias e fazer novas associações para que a inovação possa surgir.

2. Saiba qual problema você quer resolver

Um produto inovador deve, necessariamente, resolver algum problema ou angústia de uma parte da população. Não adianta que ele simplesmente seja diferente ou algo já inventado, porém com um nome mais moderno.

Para fazer isso é preciso que o empreendedor pense primeiro no problema que ele deseja solucionar. Pode ser uma dificuldade, uma angústia ou até mesmo um desejo não realizado de uma parcela da população.

3. Não abrace logo de cara a primeira ideia

Quando você tem uma ideia que pareça a solução para o seu dilema, proíba o uso dela. Faça de conta que há um impedimento muito forte para que você possa usar aquela ideia. E então parta para uma nova.

Fazer isso estimula a sua criatividade, já que você não poderá usar a sua primeira ideia e irá precisar pensar em uma nova para dar continuidade ao projeto.

 4. Esteja atento às tendências

Ouça as pessoas, estude seu público e, assim, perceberá dores que ainda não tinham sido percebidas e até mesmo soluções novas para problemas antigos. Uma maneira de fazer isso é estudar o consumidor do seu produto ou serviço.

Observe os desejos dos seus clientes e identifique demandas para que possa criar produtos que os atendem. Só tome cuidado para não achar que todo desejo deve ser atendido e tem como ser atendido, isso evita que você foque em produtos com pouco potencial.

5. Peça feedbacks aos clientes e parceiros

Solicitar feedbacks de produtos e serviços já existentes é uma ação de grande valor! Ter esse tipo de retorno faz com que seu negócio esteja em constante melhoria e também abra caminhos para criar produtos inovadores.

Por isso, procure pedir para seus clientes e parceiros opinarem sobre a qualidade do produto, melhorias que fariam e como ele vem sendo utilizado.

6. Estude outros assuntos para criar produtos inovadores

No processo de criar produtos inovadores, quanto mais diversas forem as visões de mundo das pessoas que participam do desenvolvimento de um produto, mais provável é que ele se torne uma solução inovadora.

Isso acontece porque quando você reúne pessoas de diversas áreas de atuação em torno de um projeto, elas terão visões diferentes sobre aquele problema. Assim, as ideias podem ser combinadas e os melhores aspectos de cada uma bem aproveitadas. É a partir deste exercício que as grandes inovações aparecem.

Por fim, leia livros, artigos, veja filmes e ouça músicas que você não costuma. Isso estimula seu cérebro a sair da rotina, mantendo o terreno fértil, e faz com que pense mais fora da caixa.

7. Melhore ou modifique o que já existe

Você não precisa criar produtos inovadores do zero. Muito do que já foi inventado na verdade é uma junção de ideias já existentes. Estamos falando, por exemplo, de produtos como a caneta de quatro cores, um lápis com borracha, ou um ovo de páscoa.

As possibilidades são infinitas! E mesmo que esse processo de modificar ou juntar produtos que já existem não resultar na ideia perfeita, ele servirá como um exercício criativo bem interessante.

Conclusão

Não adianta querer inovar sem se colocar no lugar do seu público-alvo. Essa é a única maneira de realmente descobrir suas necessidades, tendências de negócio e também promover uma melhora contínua no que a empresa tem para oferecer. Portanto, estude seus clientes, consuma novos materiais e ouça outras pessoas.

Gostou dessas dicas para criar produtos inovadores? Para continuar por dentro de mais novidades sobre empreendedorismo, continue acompanhando o blog Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Ebook

Participe do meu grupo no Telegram! Sacadas e conteúdo exclusivo para quem quer se aprofundar mais no mundo do marketing digital, lançamentos e 6 em 7.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Ao se inscrever, você também irá receber e-mails de promoção/marketing do Erico Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *