Conflitos Empresariais — Como Aprender Com Eles

como aprender com conflitos empresariais

Por causa das diferenças individuais, é normal que a convivência entre as pessoas resulte em desavenças — até mesmo em ambientes corporativos. Nesses casos, os gestores precisam entendem o porquê os conflitos empresariais acontecem para, assim, lidar com eles. A vantagem disso é ter equipes mais maduras e integradas. 

Independentemente se os profissionais pensam diferente uns dos outros, é possível tirar o melhor dessas personalidades e atenuar as divergências. Afinal, as singularidades também são importantes para que a empresa tenha opiniões diversas e possa crescer. 

Sobre esse assunto, neste artigo você irá saber: 

  • • o que são os conflitos empresariais?;
  • • por que lidar com as divergências na empresa é importante?;
  • • como aprender com os conflitos?

O que são os conflitos empresariais?

Os conflitos empresariais ocorrem quando há divergência de ideias entre indivíduos, seja por algo relacionado a corporação ou, até mesmo, opiniões pessoais. Embora sejam normais, essas divergências, quando são frequentes, podem desgastar a equipe e prejudicar o foco nos negócios. 

Os profissionais que discutem sobre política no horário de trabalho, por exemplo, além de não agregarem ao que fazem, podem gerar um clima de tensão. Existem outros conflitos empresariais que você pode se deparar. Confira:

  • • individual: quando uma pessoa tem opiniões divergentes e, por conta disso, não consegue fazer escolhas quando é necessário;
  • • entre indivíduos: pode ser provocada por posturas diferentes sobre assuntos pessoais ou profissionais, além de competição para se destacar na corporação;
  • • indivíduo e grupo: quando um profissional não aceita a cultura e as regras da empresa, o que faz com que não as siga ou apresente resistência às mudanças;
  • • entre grupos: geralmente, é um conflito que acontece entre equipes diferentes quando disputam recursos, como uma sala de reunião ou quando a gestão ocorre de maneira distinta.

Por que lidar com as divergências é importante?

Os conflitos são prejudiciais em qualquer ambiente e não seria diferente nas empresas. Nas organizações, as divergências podem gerar baixa produtividade, divisão das equipes por afinidade, problemas de comunicação e até dano à imagem do negócio. 

Em virtude de tudo isso, é muito importante que os gestores estejam atentos aos conflitos empresariais assim que eles surgirem. Ao tomar as medidas antecipadamente, é possível reverter a situação, integrar os profissionais e promover um ambiente agradável para que todos possam trabalhar. 

Como aprender com os conflitos empresariais?

O primeiro passo para aprender com os conflitos nas empresas é entender o porquê eles estão acontecendo. Essas divergências podem ser causadas por vários motivos, como: 

  • • preconceitos; 
  • • pressão no trabalho;
  • • mudanças repentinas na corporação;
  • • falta de capacitação da equipe;
  • • expectativas frustradas;
  • • insubordinação;
  • • problemas pessoais.

Para cada uma dessas razões, o gestor pode agir de uma forma. Caso os profissionais estejam com algum problema pessoal, por exemplo, é importante que o setor de RH se mostre como um aliado nesse momento. 

Por sua vez, caso as divergências sejam geradas por preconceito ou insubordinação, é necessário que a empresa aplique um código de conduta. Esse conjunto de regras ajuda a minimizar os conflitos e a assegurar que todos são iguais para a gestão. 

Em situações como essa, o papel do gestor deve ser o de conciliador. Ele precisa ser visto como um ponto de equilíbrio e não pode se deixar levar pela emoção. 

Além de conversar com as partes envolvidas nos conflitos empresariais, existem outras medidas que são importantes para promover a integração na organização, como:

  • • oferecer cursos que tratem das diferenças individuais;
  • • promover o diálogo em qualquer situação;
  • • implementar atividades que gerem o bem-estar em todos;
  • • incentivar a realização de tarefas por mais de uma pessoa.

Por meio dessas ações, você e a sua equipe conseguirão enxergar com mais clareza onde estão as diferenças individuais e aprenderão a lidar melhor com elas. Às vezes, uma pessoa que é mais comunicativa e colérica, por exemplo, pode servir de inspiração para outra que é mais tímida. 

O profissional mais contido que é organizado, por sua vez, pode ensinar para o comunicativo como desempenhar algumas atividades de outra forma. Todos têm qualidades e defeitos que merecem ser aperfeiçoados, pelo bem individual e, claro, da organização.

Ao adotar essas medidas, portanto, é possível aprender a transformar os conflitos em oportunidades. Basta ter um código de conduta bem alinhado, conversa e atuar como um mediador de divergências. 

Conclusão

Os conflitos empresariais são comuns em todos os negócios. Sejam particulares, entre indivíduos ou entre grupos, essas divergências podem ser amenizadas e trabalhadas pelos gestores. 

Assim, os conflitos não irão prejudicar a produtividade, nem o clima organizacional. Como visto, há diversas maneiras de agir para contornar essas situações. 

Quer saber mais sobre como tornar a sua empresa um ambiente melhor para todos? Continue acompanhando a Ignição Digital!

Fórmula de Lançamento - Ebook

Participe do meu grupo no Telegram! Sacadas e conteúdo exclusivo para quem quer se aprofundar mais no mundo do marketing digital, lançamentos e 6 em 7.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Ao se inscrever, você também irá receber e-mails de promoção/marketing do Erico Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *