Google Adwords: Vale a pena investir no Google Adwords?

Afinal, como funciona o Google Adwords? Quais as suas vantagens para o anunciante? É possível conquistar novos clientes? Ainda é vantagem investir no Google Adwords? Neste artigo, vamos apresentar conceitos, estratégias e informações úteis acerca de uma das maiores ferramentas de publicidade online.

banner-ignicao-2-dicas7

O que é o Google Adwords?

 

O Google Adwords é o serviço de publicidade online do Google, que representa também grande parte do faturamento da empresa. No ano de 2011, o Google Adwords representou cerca de 96% do faturamento, algo em torno de 37,9 bilhões. A ferramenta, que hoje é a preferida de muitos profissionais do Marketing digital, por muito tempo foi vista com certa desconfiança. Após o crescimento do Google como mecanismo de busca, existia naquele contexto uma pressão para que os fundadores do Google conseguissem monetizar o buscador. Esses bastidores são apresentados no livro de Douglas Edwards, “Estou com Sorte”.

Uma curiosidade sobre Douglas, que foi o primeiro gestor de marca do Google, é que o próprio nome da ferramenta foi dado por ele. No livro, ele inclusive revela que o nome lhe agradou ainda mais pela semelhança com o seu sobrenome. Edwards e Adwords. No começo os anúncios eram cobrados por CPM, isto é, custo por mil impressões. No entanto, algum tempo depois fora substituído pelo modelo de custo por clique. Existia uma dificuldade operacional no início para a aprovação dos anúncios, muitos deles eram feitos manualmente.

Com o passar do tempo a ferramenta foi se aprimorando cada vez mais e conquistando espaço no mercado publicitário. Porém, algo que constantemente era questionado, e até hoje ainda surgem comentários relacionados a esse assunto, seria a interferência do Google Adwords no posicionamento orgânico de um site.

“Será que o Google está posicionando melhor  sites que investem no Google Adwords?”. Essa foi uma pergunta que por muito tempo incomodou o Google. No livro de Douglas, ele revela que a ideia de criar “As 10 verdades que o Google acredita” surgiu dentro desse cenário, como uma resposta para esses questionamentos sobre a integridade do Google.

Concentre-se no usuário e tudo mais virá

Foco total na experiência dos usuários, esse foi o lema que o Google colocou como um dos grandes destaques nas 10 verdades que o Google acredita. Essa frase criada anos atrás, continua muito atual nos dias de hoje, afinal, essa é uma mensagem que o Google continua repetindo.

Crie conteúdo de qualidade, preocupe-se com o tempo de carregamento do seu site, tenha um bom design, facilite a navegação dos seus usuários. Porém, naquele contexto o Google se defendia dizendo que o bem mais precioso para a empresa eram os usuários. Portanto, os resultados na busca orgânica devem ser coerentes com o lema da empresa, em apresentar para os usuários em ordem decrescente o que os algoritimos consideram como os resultados mais relevantes para os usuários.

O Crescimento do Google Adwords

O Google crescia rapidamente o número de visitantes em seu buscador, o que exigiu investimentos cada vez maiores em infra estrutura com servidores. A expansão mundial do buscador transformou o Google Adwords em uma ferramenta poderosa de publicidade. Destacando sempre os seus pontos fortes, o Google Adwords destacava os seus três diferenciais competitivos, como faz até hoje.

Você decide quanto quer investir: Esse é um ponto importante que serve como um gatilho muito forte para os anunciantes, que é exatamente a questão do controle. Não simplesmente o controle de gastos, mas nessa argumentação o Google coloca o anunciante como o tomador de decisões, como o “dono” da situação.

O Google Adwords consegue quebrar três objeções nessa defesa.

1 – Você não estará em uma situação desconfortável, você escolhe o limite diário e pode alterar sempre que achar necessário.

2 – Você não precisa investir um valor mínimo para começar, faça algo que se adeque ao seu investimento

3 – Você não ficará preso a um contrato, pare de investir quando quiser.

Com esse discurso direto e simples, o Google Adwords conquistou não somente grandes empresas com verbas publicitárias milionárias, mas conseguiu convencer pequenas empresas a investir no seu serviço de publicidade. O Google Adwords conseguiu levar a grande massa para investir em publicidade online. Afinal, se alguém existe, está no Google.

Confira 2 sacadas reveladas para o sucesso do seu negócio.

Google Adwords e o foco nos resultados

Você só paga se a publicidade funcionar, essa era e continua sendo a promessa do Google Adwords. O modelo de custo por clique foi imbatível. A vantagem de não ser cobrado para aparecer, foi algo extremamente vantajoso para um público acostumado com o modelo CPM (Custo por mil). Nesse contexto, existem 2 pontos que ajudam o anunciante a perceber a ferramenta como uma grande vantagem.

1 – O usuário só irá encontrar meus resultados quando buscar por uma palavra chave relacionada ao meu negócio

2 – Eu só pago pelo clique, ou seja, vou pagar por um visitante qualificado

Leia também: Como obter resultados? Foque no simples.


A chegada do Google Adsense


A chamada rede de display do Google, ou Google Adsense, foi um dos grandes impulsionadores do Google Adwords. Inicialmente disponível somente na rede de pesquisa, ou seja, o usuário faz uma busca no Google e os usuários podem clicar nos links patrocinados. Com a chegada da rede de display do Google, os anunciantes tinham sua presença potencializada em diversos novos canais parceiros do Google.

O Google Adsense funciona basicamente unindo Editores, isto é, donos de blogs e portais, com os anunciantes. Os anunciantes pagam para que os seus anúncios sejam exibidos na rede de display e os editores recebem um percentual do valor recebido por cada clique gerado no seu web site. A ferramenta gerou um novo BOOM na publicidade, pois se transformou em uma fonte de renda para diversos editores no mundo todo.

Usuários que estavam concentrados em produzir conteúdo relevante, atrair visitantes qualificados e então gerar renda através da publicidade promovida com intermédio do Google. Porém, o Google Adsense trouxe muitos sites de baixíssima qualidade, preocupados unicamente em ganhar dinheiro. Esses sites entre outros nomes, são chamados de Spammers.

A busca orgânica foi muito prejudicada com esse nono cenário, pois muitos desses sites conseguiam manipular o Google e então colocar suas páginas em posições privilegiadas na busca orgânica. Os usuários pesquisavam, encontravam o site na busca orgânica, acessavam o site e encontravam um conteúdo de baixa qualidade e um site repleto de anúncios.

O Combate ao SPAM

Constantemente o Google vem realizando alterações nos seus algoritimos com o objetivo de combater os sites de baixa qualidade e promover sites que sejam úteis e relevantes. O head do Google, Matt Cutts, constantemente realiza comunicados sobre as atualizações e desafios do Google para combater o spam e elevar a qualidade dos resultados na busca orgânica.

Neste vídeo, Matt Cutts fala sobre o que esperar para os próximos meses.

Afinal, como o Google Adwords funciona?

A classificação do anúncio, é feita basicamente entre o CPC máximo e o índice de qualidade. O CPC máximo consiste no valor limite estipulado pelo anunciante para pagar por cada clique, por exemplo. Pizzaria em São Paulo: CPM Máximo R$3.00.

O anunciante estipulou que quer pagar até R$3.00 para receber um clique em seu anúncio com essa palavra chave. Esse é o CPC máximo. Já o índice de qualidade, consiste na pontuação que o Google irá determinar para o quão relevante seu anúncio é. Esse índice de qualidade muda de acordo com a palavra chave e o anúncio em específico. Existem alguns fatores que influenciam no índice de qualidade do anúncio, são eles:

Histórico de desempenho no Google:

 Muitos anunciantes erram nessa parte, pois utilizam a mesma conta para diversos sites, isso não é indicado.Cada conta recebe um ID do Google, e essa identificação gera um histórico de desempenho dos seus anúncios. Caso alguma campanha de outro site, tenha um baixo desempenho, isso irá prejudicar todos os demais. O ideal é que seja uma única conta para um único site, desse forma o histórico de desempenho será influenciado somente pelo histórico de uma única campanha.Portanto, na composição do índice de qualidade, o Google leva em consideração todas as campanhas que já foram criadas por aquele ID.

Cuide muito bem do seu ID para influenciar positivamente no seu histórico e índice de qualidade.

Taxa de cliques (CTR)

A taxa de cliques consiste na divisão entre impressões X cliques, ou seja, se o seu anúncio foi impresso no resultado de busca 1.000 vezes e recebeu 100 cliques, sua taxa de cliques é de 10%. Se um anúncio for criativo e atrativo, ele irá receber cliques. Simples assim. Essa também é uma métrica que o Google Adwords utiliza para definir o índice de qualidade e consequentemente o posicionamento de um anúncio. Basta realizar uma simples busca no Google Adwords para identificar centenas de anúncios com frases soltas e uma simples sopa de palavras-chave.

O desafio do Google Adwords consiste em criar chamadas atrativas em poucas palavras. No entanto, o resultado de anúncios criativos e chamativos, são os cliques. Quanto maior sua taxa de cliques, maior será o seu índice de qualidade.  Se esforce para criar chamadas atrativas e eleve o seu índice de qualidade.

Relevância do Texto do anúncio

No Google Adwords, a relevância do texto consiste basicamente nas palavras chaves utilizadas no contexto semântico do anúncio. Ou seja, imagine que você comprou a palavra chave “Monitor LCD”, essa palavra precisa estar presente em todo o contexto semântico. Se o usuário pesquisar por “Monitor LCD” ele espera ver anúncios com essa palavra chave.

É importante frisar que a palavra-chave trabalhada, deve estar presente no título, descrição e url personalizada.

Veja este exemplo para a busca por “Monitor LCD”. A palavra chave está presente no título, descrição e url.

Google Adwords
Google Adwords – Relevância texto do anúncio

 

 

Histórico de desempenho da palavra chave

Assim como o Google Adwords acompanha o histórico da conta, ele é capaz de identificar o histórico de resultados obtidos com determinadas palavras chave em sua campanha. Nisto, ele avalia individualmente os resultados de cliques para cada palavra e define então um histórico do seu desempenho.

Por isso é tão importante criar grupo de anúncios para palavras chaves diferentes. Nunca crie grupo de anúncios genéricos, pois isso pode influenciar no seu histórico de palavras-chave. Ex: Grupo de anúncio Pizzaria em São Paulo Palavra chave comprada: Pizzaria em São Paulo Pizzarias em São Paulo Pizza em São Paulo Pizzaria SP Pizzaria em SP Ex: Grupo de anúncio Restaurante de Massas em São Paulo Palavra chave comprada: Restaurante de massas em São Paulo Restaurante massas SP


Qualidade da página de destino

Esse é um fator que tem deixado muitos profissionais sem saber o que fazer. A qualidade da página de destino, ou Landing page, é determinada por alguns fatores, entre eles a experiência dos usuários no pós-clique. Será que os usuários tiveram uma boa experiência após clicar no anúncio? Quanto tempo eles passaram na página? Voltaram para o Google e realizavam uma nova pesquisa? Esses fatores também influenciam na definição do índice de qualidade, porém, existe outro ponto que muitas vezes são negligenciados que é o quanto aquela página foi otimizada para os mecanismos de busca.

  • O título dessa página contém palavras chaves relevantes?
  • A url está personalizada e contém palavras relevantes?
  • O conteúdo é original? Único?
  • Possui palavras chaves no conteúdo da página?

Essa página precisa ser vista como uma página que pertence ao web site como um todo, e deve ser otimizada também para a busca orgânica. No entanto, muitos profissionais apenas criam páginas para o Adwords, sem se preocupar em otimizar a página e o conteúdo, prejudicando também o seu índice de qualidade.

 

Por que o índice de qualidade é tão importante?

A resposta é muito simples. Quanto maior o índice de qualidade, menor o custo por clique. Se o seu anúncio for relevante, você irá gastar menos para atrair visitantes para o seu site. Essa lógica está diretamente ligada a frase apresentada no começo desse artigo. Concentre-se no usuário e tudo mais virá. Crie um anúncio relevante, atrativo e tenha um site que gere uma boa experiência para o seu visitante.

Concentre-se na experiência positiva do seu usuário e suas chances de sucesso serão muito maiores. Preocupe-se com o seu índice de qualidade não simplesmente para “gastar menos”, mas tenha em mente que você precisa e deve gerar uma ótima experiência para o visitante do seu site. Dessa forma, aumentando consideravelmente suas chances de conquistar novos clientes e aumentar o faturamento da sua empresa.

Google Adwords funciona para construir lista?

Por muito tempo o Google Adwords foi uma poderosa ferramenta para criar lista de emails. A lógica era muito simples. Crie uma página de captura com uma oferta irresistível, compre palavras chaves e veja sua lista crescer todos os dias. Porém, isso atraiu diversos sites de baixíssima qualidade.

Na entrevista com Cris franklin ela fala um pouco sobre sua experiência com o Google Adwords. Nos últimos anos o Google simplesmente proibiu essa forma de divulgação, isto é, páginas de captura como página de destino. As diretrizes do Google orientaram os anunciantes a criarem página com conteúdo legítimo e não simplesmente levar para uma página com um box para inserir o email. Muitas empresas passaram por séria dificuldades após essa modificação.

A própria Cris Franklin jurou nunca mais investir um único centavo no Google. O nível de exigência para aprovar páginas de destino cresceu consideravelmente, o que fez com que muitos profissionais que trabalham com Inbound marketing partissem para outras plataformas. Muitos deles foram para o Facebook Ads, assunto que iremos falar em outro artigo. O fato é que se você se concentrar em produzir conteúdo útil e relevante para a sua audiência, é possível conquistar tráfego orgânico através do Google. Isso exige planejamento e disciplina na sua rotina.

Porém, o investimento no Adwords feito dentro das normas do Google, com páginas que realmente fazem parte do seu site, com conteúdo, links internos e um formulário para captura, pode funcionar para o seu nicho também. O importante é testar e avaliar o custo-benefício. No entanto, para investir no Google Adwords é preciso estar atento a todos os fatores listados neste artigo, preocupar-se com a experiência dos usuários e constantemente realizar novos testes.

Se você você quer aprender algumas técnicas utilizadas por grandes profissionais do ramo, confira a entrevista de Erico Rocha com Faruhk Sroff, especialista em Adwords que já fez mais de 35 milhões de dólares em investimentos na plataforma de anúncios do Google.

Ele conseguiu dobrar os resultados da campanha de Erico em apenas um dia apenas ajustando algumas configurações da campanha. Durante o vídeo, Faruhk fala sobre alguns conceitos interessantes, como o ciclo de compra e busca, além dos Match Types do Adwords.


banner-ignicao-2-dicas5

 

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

4 thoughts on “Google Adwords: Vale a pena investir no Google Adwords?”

  1. Realmente, eu foco a publicidade dos meus negócios mais sérios como os serviços, no Google Adwords, porque as pessoas sempre procuram por serviços no Google principalmente, já a questão de aumentar a lista de e-mail do meu Blog e todo o marketing com páginas de capturas e divulgação de artigos, eu uso o Facebook Ads.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *