10 sacadas para ter um planejamento financeiro pessoal poderoso

planejamento financeiro pessoal em 10 passos

Empreender é uma atividade que oferece certo risco para qualquer pessoa. O empreendedor não tem a mesma estabilidade sobre os ganhos do seu negócio que um funcionário de uma grande empresa que terá o seu salário pago pontualmente todos os meses. Por isso é importante ter um bom planejamento financeiro pessoal antes de investir.

A seguir listei 10 atitudes fáceis de incorporar ao seu dia a dia que, juntas, têm um grande poder sobre a sua saúde financeira.

Anote todas as suas despesas

Eu sei que todos os especialistas em investimentos falam isso e você deve estar cansado de ouvir esta dica, mas saber exatamente o quanto você gasta é essencial para todo o seu planejamento financeiro. Seja para criar um fundo de emergência, definir seus objetivos de médio e longo prazo, ter controle sobre o que você gasta todos os meses é até mais importante do que o valor dos seus rendimentos.

Poupe com objetivo

Estabeleça objetivos para o dinheiro que começar a poupar. Pode ser uma viagem, um curso ou o complemento para a sua aposentadoria. Ter um objetivo claro e que realmente te motive tornará a sua disciplina para poupar muito mais fácil. Outro ponto importante é definir a quantia a ser poupada todos os meses e guardar este dinheiro logo que você receba o salário ou pró-labore. Assim você já cumpre o compromisso de poupar antes de comprometer o dinheiro com gastos.

Crie um fundo para emergências

CLIQUE e baixe o ebook!

Uma das prioridades para ter uma vida financeira saudável é criar uma reserva específica para emergências. Esta reserva deve ser suficiente para cobrir as suas despesas por um período de no mínimo três meses, mas o ideal é que esta reserva seja cubra um período de seis meses a um ano. É importante lembrar que este dinheiro não deve ser usado para nenhum outro fim, pois é a sua garantia de dias tranquilos em situações desfavoráveis.

Planeje as suas compras

Você já deve ter ouvido falar que nunca é bom ir ao supermercado com fome, certo? Esta recomendação existe porque é muito mais fácil você fazer compras não planejadas em momentos de vulnerabilidade. E o mesmo vale para qualquer outra área de consumo. As decisões sobre o que comprar ou não devem ser tomadas antes mesmo de você sair de casa, de preferência com algumas semanas de antecedência, assim fica mais fácil manter os gastos dentro do orçamento.

Aprenda quando é mais vantajoso comprar à vista ou parcelado

Com tantas promoções e opções de pagamento pode ser difícil escolher a melhor maneira de pagar por alguma compra. Para saber quando compensa pagar à vista ou através de parcelas, você deve sempre considerar os descontos e juros envolvidos em cada transação.

Se houver desconto, o pagamento à vista é mais vantajoso, já os pagamentos parcelados compensam sempre que as taxas de juros forem menores do que o rendimento do mesmo valor, no mesmo período, em um investimento conservador, como a poupança por exemplo.

Crie um orçamento para o lazer

Apertar os cintos não é sinônimo de viver frugalmente. Você deve sim separar uma parte do seu rendimento mensal para os pequenos prazeres do cotidiano, tais como restaurantes, passeios, viagens e outros gastos não-essenciais que tragam satisfação para o seu dia a dia.

Isso é importante porque a falta de dinheiro para o lazer é uma das principais causas da desmotivação dos poupadores iniciantes. Quando você guarda dinheiro, mas não aproveita os momentos de lazer, passa a não ver sentido na poupança e pode acabar desistindo da ideia de fazer um bom planejamento financeiro pessoal.

Use o cartão de crédito com inteligência

O cartão de crédito nem sempre é um vilão. Se você souber usá-lo pode aproveitar algumas vantagens, como milhas aéreas, parcelamentos maiores e acesso aos clubes de fidelidade e economizar mais do que se não usasse este produto.

Veja o que você precisa para criar o seu negócio digital de sucesso, com um método que pode ser aplicado em qualquer segmento. CLIQUE e baixe o ebook!

Compare preços

Nunca saia às compras sem saber o valor médio dos produtos que pretende comprar. Sempre faça uma pesquisa antes de adquirir qualquer produto, assim você não perde oportunidades e descontos que podem ser oferecidos pela concorrência.

Tome cuidado com os pequenos gastos

A parcela de R$ 50 daquele eletrônico parece bem atrativa e com certeza cabe no bolso, certo? O mesmo vale para os R$ 20 do serviço de streaming de vídeos que você assina e para os R$ 80 daquele curso que você gostaria de fazer. Até aí tudo bem, o problema está no acúmulo destas pequenas despesas, que quando ficam descontroladas, podem representar uma dívida muito grande, comprometendo a sua saúde financeira.

Negocie suas dívidas

Talvez este seja um dos pontos mais importantes de qualquer planejamento financeiro pessoal seja a administração das dívidas que você já possui. A melhor dica que posso dar é: procure sempre a opção com juros mais baratos. Se você tem uma dívida no cartão de crédito ou no cheque especial, que possuem grandes taxas de financiamento, é interessante optar por um empréstimo pessoal com juros mais baixos para quitá-las. Isso funciona com qualquer dívida, ao procurar a opção mais barata você economiza muito dinheiro que antes iriam para o banco sem amortizar a sua dívida.

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *