O Que é DRE e Para Que Serve

O Que é DRE e Para Que Serve

Caso você tenha uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, deve saber o que é DRE e para quais fins utilizá-la. A sigla refere-se à Demonstração do Resultado do Exercício e nada mais é do que um tipo de relatório contábil.

O que é DRE

Esse relatório é, comumente, elaborado por um contador em conjunto com o balanço patrimonial da empresa. Nele, devem constar informações sobre toda a parte financeira da companhia, com as operações realizadas em determinado período, demonstrando seu resultado líquido (lucro ou prejuízo).

Para que serve

Além de ser um documento exigido por lei, a Demonstração do Resultado do Exercício serve para mapear os resultados da empresa, levando em conta os investimentos, as estratégias adotadas, quais decisões tomar para melhorias, etc.

Ou seja, o DRE pode ser utilizado por gestores, investidores, bancos e o próprio governo para analisar a capacidade da empresa e a situação financeira dela. Assim, fica mais fácil entender como um todo o planejamento empresarial.

A Demonstração deve ser feita anualmente, porém nada impede que a empresa realize documentos mensais ou trimestrais, de acordo com suas necessidades. Isso ajuda em uma melhor visão do que está sendo movimentado nos setores e, caso haja alguma incoerência, o quanto antes resolvê-la, melhor será. Assim, os resultados ao final do ano serão mais satisfatórios para a empresa.

O que deve constar em uma DRE?

Agora que você já sabe o que é DRE, está na hora de entender como elaborar uma. Segundo a Lei das Sociedades por Ações (Lei nº 6.404/1976), no artigo 187, as informações necessárias e obrigatórias que devem aparecer no documento são:

• receita bruta das vendas e serviços, deduções, abatimentos e impostos;
• receita líquida das vendas e serviços, custo das mercadorias e serviços vendidos e o lucro bruto;
• despesas com as vendas, despesas financeiras, gerais, administrativas e operacionais, e deduzidas das receitas;
• demais receitas e despesas;
• lucro ou prejuízo operacional;
• resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão para o imposto;
• participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias (mesmo na forma de instrumentos financeiros, de instituições, fundos de assistência ou previdência de empregados) que não se caracterizem como despesa;
• lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por ação do capital social.

Saber o que é DRE e como utilizá-la vai melhorar a gestão de sua empresa, além de estar dentro da lei. Portanto, não deixe de elaborar esse documento com total cuidado. Sua análise é tão importante quando sua criação, por isso, separe um tempo para ler o relatório e mantenha a vida financeira de seu negócio em dia.

Confira mais conteúdos como este no Ignição Digital.

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *