Saiba o que é Tipografia e Como as Famílias de Fontes São Feitas

Saiba o que é tipografia!

Quem trabalha com design e marketing tem que saber o que é tipografia. Esse é um dos pontos mais importantes para fazer uma peça de sucesso!

As letras que aparecem nas imagens de qualquer projeto não foram escolhidas, apenas, por serem visualmente agradáveis. Houve todo um estudo para decidir qual era a mais adequada para transmitir aquela mensagem.

Se você quer entender melhor o que é tipografia, continue lendo este artigo que eu vou te explicar!

O que é tipografia

O nome é um derivado do grego “typos”, que significa “forma” e “graphein”, que no português é “escrita”. Porém, antes de entrar em detalhes, vou contar um pouco da sua história!

Esse termo é uma maneira mais simples de falar sobre a impressão de tipos, que, basicamente, é a composição dos textos em um projeto gráfico.

Esta técnica foi muito utilizada desde a invenção da prensa, aparelho criado por Johannes Gutenberg, no ano 1450.

Como houve uma migração do modo manual para o digital, a tipografia passou a significar todo o estudo dos estilos e formatos de caracteres.

Conceitos básicos da tipografia

Agora que você já sabe de onde vem, eu vou explicar alguns conceitos mais básicos! Em primeiro lugar, os caracteres podem ser agrupados em:

  • glifos — os signos utilizados para escrever a mensagem. No caso dos idiomas latinos, como o português, são as letras do alfabeto. Porém, em línguas como o mandarim, por exemplo, são os ideogramas;
  • família tipográfica — é formada pelo conjunto de caracteres que, independentemente de suas variações, possuem as mesmas características;
  • fonte — um conjunto de glifos que estão na mesma família tipográfica.

Classificação das fontes

Qualquer pessoa que já usou os programas de texto em computadores, como o Word, já percebeu que existem diversos tipos de fontes. Apesar da variedade, é possível resumi-las a quatro categorias diferentes:

  • serifa — pequenos traços que alongam os glifos;
  • sem serifa — glifos mais objetivos, sem os traços;
  • script — imita a escrita cursiva, à mão;
  • góticas — usam como referência as escritas góticas dos séculos passados;
  • fantasia — são inspiradas em alguns padrões específicos.

Espessura e postura

Também é possível aplicar pequenas variações, sem alterar o estilo da fonte. Os caracteres podem aparecer em espessuras diferentes, sendo dividas em Thin, Light, Regular, Medium ou Semi Bold, Bold e Black ou Extra Bold.

A postura pode variar também entre oblíquos e inclinados, o que conhecemos por Itálico — ainda que a aplicação deste termo seja correta, apenas, para fazer referência às fontes cursivas.

Existem muitos outros pontos que precisam ser estudados para compreender o que é tipografia, como alinhamento, corpo, caixa, eixo, entre outras coisas, porém eu relatei apenas os conceitos mais básicos.

Confira mais artigos aqui no Ignição Digital!

 

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *