Pânico no Trabalho: como recuperar o foco

Todo empreendedor quer crescer, mas cada um faz isso com formas e ritmos diferentes. No entanto, momentos de pânico são inevitáveis para quem está crescendo. Quer saber como lutar contra aqueles momentos de falta de foco e criatividade? Aqui, Erico Rocha mostra as sacadas que ele usa durante esses momentos de pânico no trabalho.

Em momentos de pânico, mate um leão de cada vez.

Crescer dói

Como disse o grande empresário Flávio Augusto, crescer dói. Isso é completamente normal. Qualquer pessoa que esteja investindo dinheiro, tempo e qualquer outro tipo de recurso em um negócio sentirá algumas dificuldades. No entanto, esse crescimento é algo muito bom.

Há alguns anos, Erico tinha um emprego que muitos achariam maravilhoso. Ele morava na Europa e ganhava um bom salário. No entanto, a rotina era monótona, previsível, e isso o deixava depressivo. Investir no empreendedorismo trouxe um novo ânimo para a vida de Erico, mas novas preocupações surgiram.

Estado de pânico

Não estamos falando de pânico como uma condição psiquiátrica, e sim como uma reação de inquietação e paralisação que muitos empreendedores sofrem ao perceberem que precisam executar muitas tarefas em um curto espaço de tempo. Esse tipo de situação pode ocorrer por vários motivos, mas, primeiro, vamos ver qual a consequência negativa disso.

Falta de foco

Quanto mais responsabilidades, maior o número de possíveis problemas. Além de precisar seguir prazos para entregar projetos ou serviços, você ainda tem que lidar com diversos imprevistos. Sua mente acaba ficando sobrecarregada, e isso gera um efeito em cadeia, fazendo que você não consiga se focar em tocar tudo para frente.

Não é preciso dizer que essa reação em cadeia só tende a piorar se você simplesmente não fizer nada. Para conseguir quebrar esse ciclo é necessário tomar uma atitude. Você precisa executar quatro passos.

1- Divida os sentimentos ruins

Se você está se sentindo frustrado, ansioso ou extremamente nervoso por conta de toda essa pressão, o primeiro passo é compartilhar isso com alguém. No entanto, tome muito cuidado, pois você precisa escolher muito bem essa pessoa ou grupo de pessoas.

No caso de problemas relacionados aos negócios, não adianta contar seus relatos para aquele amigo pé atrás que sempre disse que empreendedorismo não era uma boa escolha. Ele vai te ajudar a ficar ainda mais pra baixo. Você precisa conversar com pessoas que estejam no seu nível ou acima de você dentro de sua área de atuação.

No caso, conversar com um grupo de empreendedores seria a melhor opção, pois eles serão os melhores suportes para esse seu momento de crise. No caso de Erico, o grupo de Master Mind funciona como seu suporte. Essa medida pode não resolver seus problemas, mas te ajudará a dissipar sensações ruins.

2- Relaxe por duas horas

Sim, pode parecer absurdo “desperdiçar” duas horas relaxando, mas é um dos passos mais importantes. Pode ser com meditação, corrida, exercícios musculares pesados, ou até mesmo essas três opções.

Ao soltar a tensão do corpo você irá aliviar o cérebro, que depois dos exercícios estará de volta ao estado que você precisa, que é um estado de relaxamento e criatividade. Sem isso você não será capaz de pensar de forma clara.

3- Liste suas obrigações

Pegue um papel e faça uma lista, seguindo uma ordem de prioridade, com tudo que você precisa resolver. Anotar cada ponto seguindo a importância da tarefa é essencial, pois você precisará aplicar o Princípio de Pareto.

4-Mate um leão por vez

20% dos seus afazeres e problemas representam 80% da importância de suas preocupações. Seguindo esse cálculo, se você escolher corretamente 1/5 dos itens da lista, suas preocupações que mais lhe atrapalharam serão resolvidas logo. Ver cada uma dessas preocupações gigantes desaparecer lhe dará mais forças e condições mentais para enfrentar o resto de sua lista que, segundo você mesmo, tinha uma importância menor.

No entanto, fica um alerta: essa não é a hora de fazer multitask (multitarefas). Você precisa manter o foco em um assunto, resolvê-lo por completo, e só então é que você pode começar a girar o próximo prato.

Conclusão

Está sentindo que sua cabeça é o epicentro de um furacão? Siga esses passos:

– Divida seus sentimentos com pessoas que entendem o seu segmento tão bem ou melhor que você.

– Tire um tempo para soltar toda a frustração, raiva e ansiedade. Exercícios físicos são ótimos para isso.

– Liste tudo que você precisa resolver em ordem de importância

– Cuide de cada item, começando com os mais urgentes, mas faça isso de um por um.

Agora, fique com um bônus:

Construa uma equipe

Talento ganha jogo, time ganha campeonato. Não é possível ir muito longe sem a ajuda de um time. Se você tem muitas tarefas e sente constantemente que sua cabeça está quase explodindo, é bem provável que você esteja se sobrecarregando. Não adianta aplicar as sacadas deste texto todos os dias, pois isso significaria que todos os dias você está passando por momentos de pânico.

Construir uma equipe não é fácil, é caro, demanda muito tempo e, além de tudo, é arriscado. No entanto, é um risco necessário para o crescimento de seus negócios, e até mesmo para o seu crescimento. Nenhum empreendedor de sucesso está sozinho.

Se você gostou deste texto e quer se aprofundar mais em alguns assuntos abordados, aconselhamos a leitura dos seguintes conteúdos:

Como manter o foco: A arte de girar os pratos

Como montar uma equipe

Produtividade: Mantenha o foco

banner-ignicao-2-dicas5

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

One thought on “Pânico no Trabalho: como recuperar o foco”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *