Marketing – O Que Ele Pode Fazer Pelo Seu Negócio Online

Marketing - Como Usá-lo No Seu Negócio Online

Imagine que o termo marketing é um guarda-chuva e que abaixo dele existem diversas possibilidades. Existe o marketing de conteúdo, branding, de relacionamento, de produto, de serviço, dentre outros.

O "guarda-chuva" do Marketing

São vários os tipos de marketing, mas nem sempre o que é ideal para alguns é também para o seu negócio online — principalmente se você estiver começando. Antes de eu te contar como alavancar suas vendas, pare para pensar: você sabe qual é a vantagem de aplicar estratégias de marketing no seu negócio online?

Como o marketing pode melhorar seus resultados

Talvez até hoje você tenha pensado no marketing do seu negócio no sentido teórico da coisa. E, se fez isso, provavelmente na sua cabeça o objetivo é gerar trocas que sejam positivas tanto para você quanto para o seu cliente. Isso, baseado em 4 pilares:

  • Conceber o produto ou serviço
  • Estabelecer o preço
  • Criar as estratégias de divulgação e comunicação
  • Definir os pontos onde ele será distribuído

Usando o marketing na concepção de produtos e serviços

A maioria dos empreendedores cria um produto e depois entrega a alguém que entenda de marketing para vender. Na verdade, o caminho contrário seria o mais certo de se fazer. Como assim? Imagine que você tem uma tela de pintura em branco e duas opções:

  • Trabalhar nela do começo ao fim de forma consistente
  • Trabalhar parcialmente nela e depois pedir para alguém terminar

Qual das duas opções você acha que faria essa tela chegar ao estado da arte, ou seja, ao nível mais alto de desenvolvimento?

O marketing constrói o estado da arte do seu produto

A mesma situação da tela acontece com o marketing de um negócio. Se você primeiro desenvolve o produto e depois pensa em marketing, as chances de ele chegar ao estado da arte são muito menores.

Eu não estou falando para você pensar em marketing sem ao menos ter uma ideia do produto, mas para primeiro pensar nas suas estratégias e depois adaptar seu produto a elas. Quando você faz isso, está focando no cliente, já que vai entregar o melhor que ele pode receber.

Uma das formas de gerar esse valor para o público é fazendo o Marketing de Relacionamento.

Marketing de Relacionamento: entregue soluções, não produtos

CLIQUE e baixe o ebook!

Pare para pensar: existem duas pessoas querendo te vender alguma coisa. Uma delas é conhecida, alguém em quem confia, e a outra é alguém que você nunca viu. De quem você vai comprar? Eu compraria de um conhecido e acho que a maioria das pessoas também.

Isso acontece porque já existe algum tipo de conexão com aquela pessoa. É exatamente isso que se busca com o Marketing de Relacionamento. Entenda melhor com um exemplo: suponha que você tem um negócio de maquiagens. Se postar, por exemplo, um vídeo ensinando vários tipos de delineado, ele será útil para o seu público, certo?

O fato de você entregar um conteúdo de valor para o público ajuda a construir uma conexão e, quando você oferecer o delineador para venda, esse processo vai te colocar numa posição melhor do que se você tivesse somente oferecido o produto de cara.

Ou seja, no Marketing de Relacionamento você ajuda a pessoa a resolver um problema. E essa comunicação deve ser ativa e constante. Não adianta esperar alguém vir até seu site, sua página, para se comunicar com essa pessoa e esperar que ela volte para se comunicar de novo.

Quando você quer fazer uma amizade com alguém, você conversa com a pessoa hoje e espera se esbarrarem para se falarem de novo ou pega o e-mail, telefone ou Facebook para poder falar com ela de novo quando quiser?

Construa conexões com o Marketing de Relacionamento

Nos negócios é a mesma coisa. E essa é a grande sacada do Marketing de Relacionamento: você deve construir uma audiência, ou seja, uma lista de pessoas que têm interesse no que você tem a dizer e criar relacionamento com ela. Isso nos leva ao próximo tópico!

E-mail Marketing: construa e controle o maior ativo do seu negócio online

No mundo digital, existem basicamente duas possibilidades para a construção de uma lista: a que você tem controle e a que não tem.

Listas das quais não tem controle

As curtidas de uma página de Facebook é uma lista. O número de assinantes em um canal do YouTube é uma lista. Seus seguidores no Twitter fazem parte de uma lista.

Quando você posta alguma coisa no Facebook, por exemplo, aparece no feed de notícias das pessoas que te seguem e elas podem comentar o conteúdo e assim manter o relacionamento com você. A mesma coisa acontece com o YouTube e o Twitter.

Mas tem um problema, quer ver? Facebook, Twitter, YouTube são empresas e, como todas as empresas, têm suas regras. Se, por exemplo, o YouTube mudar a política e decidir que o seu tipo de canal não está mais de acordo com as diretrizes dele, o seu canal e todos os seus contatos estão na mão dele e você pode perdê-los.

Essas plataformas são exemplos de listas que você não tem controle. Isso quer dizer que você não pode ter páginas no Facebook, Twitter e YouTube? Não. Só quer dizer que a principal plataforma de comunicação ativa com a sua audiência deve ser uma que você tenha controle.

Listas das quais tem controle

A melhor plataforma que existe para construir uma lista da qual você tem controle é o e-mail.

E-mail marketing: controle seus contatos

Toda vez que você faz um vídeo ou um post que acha que pode ajudar seu público, que tenha valor para ele, você pode enviar um e-mail para a lista de pessoas que te deram permissão para entrar em contato com elas e ter certeza que o seu e-mail foi entregue.

Mas preste atenção nesse detalhe: para aquela lista de pessoas que te deram permissão. Um e-mail marketing só será bem-sucedido se você enviar conteúdo para aquelas pessoas que previamente autorizaram. Sua lista não pode ser comprada ou “emprestada”, ela dever ser construída por você.

Veja o que você precisa para criar o seu negócio digital de sucesso, com um método que pode ser aplicado em qualquer segmento. CLIQUE e baixe o ebook!

Existem algumas formas de construir uma lista: as pessoas podem se cadastrar em um link do seu site que ofereça uma recompensa, como um e-book por exemplo. Há também a opção de oferecer uma newsletter para quem se interessa pelo seu conteúdo.

O fato é que não importa como esse processo seja feito, o importante é que ela seja íntegra. Tendo a sua lista, você não precisa que a pessoa volte no seu site ou na sua página para se comunicar com ela de novo.

Marketing Digital: a lista é só o começo

Se você quiser ter sucesso no Marketing Digital, a construção de uma lista e o relacionamento com ela é o ponto de partida.

Esteja em primeiro lugar com o Marketing Digital

Como empreendedor digital, é um erro não levar o Marketing Digital a sério. Ele pode ser o seu melhor companheiro! Com ele, você aprende como trabalhar estratégias como SEO, que ajuda a levar mais pessoas organicamente para os seus canais de comunicação, e SEM, através do qual você desenvolve anúncios que também ajudam a divulgar o seu negócio.

As aplicações técnicas do Marketing Digital são muitas. Por isso é tão importante estar sempre estudando e se mantendo atualizado! É exatamente para isso que matenho o Ignição Digital, para ajudar empreendedores como você.

Se você se interessa pelo meu conteúdo, não deixe de se inscrever na minha newsletter deixando o seu e-mail no campo em branco acima deste artigo.

Fórmula de Lançamento - Inscrições Abertas

Este guia definitivo reúne a base de todas as minhas estratégias de marketing para alavancar vendas ou criar um negócio 100% digital do zero.

DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE O SEU GUIA GRATUITAMENTE

9 comentários sobre “Marketing – O Que Ele Pode Fazer Pelo Seu Negócio Online”

  1. Quero aprender tuudooooo! enquanto for gratuito, pois, este ano não tenho de onde tirar capital pra investir. E no próximo formula, estarei lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *